Outro Narciso

Atualizado: Abr 19


Vik Muniz: “Narciso, depois de Caravaggio”, 2006.

Esta imagem é a fotografia de uma escultura feita de resíduos recicláveis. O processo de criação de trabalhos como esse consiste em reproduzir obras importantes da história da arte, montá-las com sucata e fotografá-las em estúdio. Segundo Muniz, “a produção cultural hoje vive da digestão do passado, (...) é um pouco como os DJ’s, que misturam várias músicas para criar outras. Na verdade, sou um DJ visual.” Muniz tem obras em exposição no mundo inteiro.


Nos estudos da linguagem, podemos definir esta obra como pastiche. É uma figura de linguagem que consiste em tomar uma obra e aplicar recursos novos ou que a corrompe, carnavaliza, satiriza. É a retomada do discurso original, aplicando novos métodos ou misturando linguagens, de forma que a nova obra é uma desconstrução da original e ao mesmo tempo uma homenagem. (Carvalho, Rosilene A S A de, 2008).


Assim como Vik Muniz faz com as obras de arte, também podemos fazer para produzir textos. Tomamos uma história conhecida na literatura e modificamos, transformando, corrompemos, promovemos uma ruptura do original, retextualizamos para criar uma nova história ou uma continuação.


#linguagem, #arte, #narciso, #artedolixo, #VikMuniz


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo